Luisa Mell e o ativismo animal

12/10/2017

Ela é famosa no ativismo animal, tem fãs, seguidores e trabalha arduamente na luta pela causa, mas o que alguns talvez não saibam é que ela faz ativismo a partir do próprio prato

Atualmente, o veganismo vem ganhando cada vez mais adeptos e espaço nas redes sociais e na grande mídia. Isso se deve graças ao trabalho de pessoas que podemos chamar de "influenciadores veganos", que possuem milhares de seguidores no Facebook, Instagram e Youtube e se dedicam para disseminar a mensagem da filosofia vegana, contando, com as suas experiências, que é possível adotar uma dieta sem exploração animal.

Luisa Mell ficou famosa por ter sido apresentadora de dois programas na televisão nos quais sempre demonstrou muito amor pela causa animal e denunciava os maus-tratos que vitimam os animais. É uma das ativistas/defensoras pró-animais mais conhecidas no País. Bacharel em direito, é fundadora do Instituto Luisa Mell, que funciona desde 2015, e atua no resgate de animais vitimas de abandono e maus-tratos. Suas ações sempre causam comoção e várias delas já ganharam destaque nos jornais, como no caso do Instituto Royal, em 2013, um laboratório que faziam testes em cães da raça beagle. Na ocasião, cerca de 200 animais foram resgatados em condições deploráveis e, mais tarde, o laboratório foi fechado. Outro fato que chamou a atenção aconteceu este ano: Luisa com o apoio de vários ativistas e profissionais como delegados e veterinários, resgatou 135 cães que sofriam maus-tratos em um canil certificado em São Paulo.

Luisa Mell em ação que resgatou 135 cães de maus tratos em canil. Foto: Reprodução Instagram

"Sou abordada, normalmente por causa de cachorro, de gato, que é para mim muito importante; amo quando a pessoa diz que adotou, mas quando a pessoa diz pra mim que virou vegana é o maior presente que eu poderia receber" 

Luisa Mell 


Acompanhe entrevista de Luisa ao Viva Vegan:

Imagens: Thiago Figueredo